notícias

Marco Maia fala sobre a regulamentação de free shops na fronteira

24 de julio de 2014

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT/RS), defendeu nesta segunda-feira, em reunião-almoço da Associação

Comercial e Industrial de Livramento-ACIL, o início de um trabalho visando à adequação da cota de US$ 300,00 liberada para a entrada em território brasileiro de produtos adquiridos no comércio de países estrangeiros, em razão do estabelecimento de um prazo de 12 meses para a redução em 50% dessa cota.

Ao mesmo tempo, Maia, que é autor do projeto da Lei 12.723/2012, que autoriza a abertura de lojas francas, ou “free shop”, nas cidades brasileiras gêmeas de municípios estrangeiros nas fronteiras do Brasil, propôs que “é o momento de pensarmos talvez em elevar essa cota para, quem sabe, US$ 500,00, porque ela já está defasada há vários anos”.

Na avaliação dele, o processo para a criação dos free shops no lado brasileiro já é um fato. “A criança nasceu, forte, robusta, agora cabe a nós acompanhar seu crescimento e cuidar para que ela adquira caráter positivo”, comparou, segundo nota divulgada à imprensa. Para Marco Maia, o objetivo de oferecer uma oportunidade de desenvolvimento harmônico para os municípios do lado brasileiro das fronteiras foi alcançado.

Fonte: Jornal do Comércio

Via nuestro agente de EPP en Brasil

 

Arquivos relacionados